Na minha vez de falar, como Diretor de Armamento & Tiro do CNOR, falei dos planos de reativar o Clube de Tiro Roberto Marconi, nosso irmão do Esquadrão Tenente Vaz e antigo Diretor de Segurança da Globo, já levado pelo Senhor dos Exércitos. Para tanto, e para dar um empurrão mais profissional ao Clube, precisamos de pelo menos 6 (meia dúzia na Artilharia) atiradores com CR válido e como muitos presentes se interessaram, dou a seguir o passo a passo de como se registrar no Exército para ser CAC – Caçador, Atirador, Colecionador.

 

 

 

 

 



 

O atual presidente da AORE – ASSOCIAÇÃO DOS OFICIAIS DA RESERVA DO EXÉRCITO seção aqui do Rio de Janeiro, convocou seus associados para uma reunião no auditório Major Thiago do CPOR do Rio.

Tivemos a presença de Oficiais R/2 hoje comandando Batalhões da PM e Oficiais da Marinha.

Mas o comparecimento foi muito pequeno, uns 30 Oficiais, num belo sábado ensolarado. Terá sido a praia? Outras prioridades familiares?

Não sei explicar. Diferente dos mais de 200 que compareciam quando eu era presidente, triênio 2008-2011.

Deixemos isso de lado e passemos ao tema da reunião.

O Tenente Gláucio, presidente, apresentou suas propostas de atividades e convênios para este ano falando de algumas atividades como, por exemplo, a participação de uma equipe da AORE/RJ a convite do General  comandante do IME no acampamento daquela Escola onde ministramos instrução de HPPS.

 

Também militares dos Estados Unidos de um ROTC (o CPOR de lá) visitaram a AORE/RJ e, como curiosidade das diferenças entre aquela nação e a nossa, todos eles ficaram hospedados no Copacabana Palace.

 

Gláucio apresentou sua diretoria e passou a palavra para o Ten Denis, Vice Presidente além do  Ten Poubel e Tenente Egas (desembargador).

Na minha vez de falar, como Diretor de Armamento & Tiro do CNOR, falei dos planos de reativar o Clube de Tiro Roberto Marconi, nosso irmão do Esquadrão Tenente Vaz e antigo Diretor de Segurança da Globo, já levado pelo Senhor dos Exércitos.

Para tanto, e para dar um empurrão mais profissional ao Clube, precisamos de pelo menos 6 (meia dúzia na Artilharia) atiradores com CR válido e como muitos presentes se interessaram, dou a seguir o passo a passo de como se registrar no Exército para ser CAC – Caçador, Atirador, Colecionador.

 

 

 

CR é um CERTIFICADO DE REGISTRO passado pelo Exército Brasileiro pela sua Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados através dos SFPC de cada Região Militar.

Aqui no Rio de Janeiro (e Espírito Santo) temos o SFPC/1 comandado pelo Tenente Coronel de Infantaria Alexandre Almeida.


TC Almeida, Chefe do SFPC/1

CAC é a sigla pela qual são conhecidos CAÇADORES - ATIRADORES (ESPORTIVOS) E COLECIONADORES (DE ARMAS). 

A relação de documentos necessários estão no site da RM abaixo:

http://www.dfpc.eb.mil.br/index.php/ultimas-noticias/517-concessao-de-registro-cac

Eu costumo seguir meu próprio CHECK LIST abaixo:


Clique na imagem para aumentá-la

 

 

Aos que não tenham tempo para correr atrás de tantos documentos, podem usar serviços de despachantes especializados como o Igor Zander da Zander Services, celular (21) 98265-1818 ou Wilson Saldanha da ESPAÇO TÁTICO (21) 99989-6740 e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. .

Mais informações na secretaria da AORE/RJ que me encaminhará*.




(*) Luiz Mergulhão, Artilharia turma de 1965, é antigo presidente da AORE/RJ, antigo Vice-presidente do CNOR e atualmente seu Diretor de Armamento & Tiro. 
É Delegado Regional da CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE TIRO DEFENSIVO E CAÇA e possui um site sobre o assunto: https://tirodefensivo.net

 

 


 

Joomlashack