E, no sol rachando, nos 40 graus do Rio de Janeiro, fomos para o pátio Major Apollo onde a tropa chegava marchando.

 

 

No local da Guarda de Honra ao busto do Major Apollo, o Comandante mandou colocar uma lona para sombrear a área onde os “velhinhos” estariam formados.

 

 

E logo o Capitão França Lopes, S/3 do Centro, anuncia aproximarem-se do palanque, o Gen Div Décio dos Santos Brasil, Chefe do Centro de Capacitação Física do Exército, Cel de Artilharia Gilson Passos de Oliveira, Subdiretor de Ensino Superior Militar, dos antigos Comandantes, Cel Sinésio Martins e Cel Gerson Silva, do antigo Subcomandante, Guiovaldo Laport, Tenentes Sérgio Pinto Monteiro, Presidente do CNOR e Ricardo de Araujo Cordeiro, Presidente da AORE/RJ, acompanhados do Coronel de Infantaria Luiz Ciryllo de Lima Júnior, Comandante do Centro.

 

 

E foram prestadas as honras militares ao General Brasil que ali representava o General Campos, Chefe do DECEx, também na solenidade na AMAN. 

 

 

 

Após o exórdio, o Tenente Coronel Marcelo, Subcomandante do Centro Tenente Coronel Correia Lima, apresentou a tropa pronta ao General Brasil e foi autorizado a prosseguir.

 

 

 

Na sequencia, todos entoamos a Canção do CPOR/RJ, música do Cel José Ventilei Sobrinho. 

   

Canção do CPOR/RJ
Exército Brasileiro



Nos somos a reserva atenta e forte,
Em guarda à egrégia Pátria Brasileira;
Dispostos a lutar até morte,
Unidos em defesa da bandeira.
Reforçando os da ativa na batalha
Com glória, com orgulho excelso e ledo,
Iremos ao encontro da metralha,
Com viva fé, sem mácula e sem medo.

Eia, avante, com alma ungida e pura!
Em defesa da nossa Pátria amada,
Na honradez, no civismo e na bravura,
Afiemos nossa espada!

Honremos a memória de alto nível
Do nosso fundador, patrono e guia,
Padrão de militar inconfundível
Espírito de nobre hierarquia.
Imitemos com religiosa estima,
Com fibra, com heróica devoção,
O bravo Coronel Correia Lima,
Exemplo de soldado e cidadão!

Eia, avante, com alma ungida e pura!
Em defesa da nossa Pátria amada,
Na honradez, no civismo e na bravura,
Afiemos nossa espada!



Composição: Coronel José Ventilei Sobrinho

 

 Após a canção, o Tenente Monteiro, Presidente do Sistema CNOR, fez a leitura de um texto alusivo à data. 

 

 

Leia aqui, na íntegra, o texto do Tenente Monteiro.

 


 

À esquerda do palanque, em lugar de destaque, uma Guarda ao busto do Major Apollo, o mais condecorado herói da II Guerra, e ex-aluno deste Centro, formada por Oficiais R/2.

 

 

O Comandante, Coronel Ciryllo, convidou o General Brasil e os Presidentes do CNOR e da AORE/RJ para colocarem flores no busto do patrono e guia dos CPOR, Tenente Coronel Correia Lima, em posição de destaque à direita do palanque. 

 

 

O General Brasil comandou a continência após o que todos voltaram ao palanque. 

 

 

 Depois ouvimos as palavras do Comandante, Cel Ciryllo, que complementou as informações cuja missão deu ao Ten Monteiro, fazendo breve alocução em função do forte calor que acometia os Alunos em forma no pátio cimentado.  

 

 

 Em seguida, ouvimos o General Brasil que informou estar representando nosso Chefe, o General Campos e elogiou a postura e imobilidade da tropa à sua frente. Falou do prazer em presidir aquela cerimônia e deu conselhos aos Alunos sobre a formação na caserna do caráter, posturas éticas e demais valores que levarão para toda a vida. 

 

 

Ao final da formatura a tropa desfilou em continência ao General Brasil, tendo os Oficiais R/2, ex-alunos deste Centro, à frente. 

 

 

 

CONTINUA (FINAL)


VOLTAR...

 

 

Joomlashack